12 de mar de 2009

Isto é o amor?

Sem mais e nem menos

–Adão , estou com um problema sério! –Pode dizer Eva, sou todo ouvidos. –Você tem todos os ouvidos? Como assim? –Querida, é uma maneira de dizer que criei agora, faz parte do criacionismo. Desculpa de vez em quando eu estar te confundindo, acho que estou arriscado a ser eternamente assim. –É, penso que serei o contrário Adão, os oráculos dizem que mesmo romântica serei mais objetiva. –Oráculos, o que é isto? –Te peguei, é uma invenção minha para predizer o futuro com a precisão de uma máquina de calcular. Calcular o dinheiro que se pode ganhar vendendo ilusões acerca do porvir de qualquer pessoa. –Tudo bem, Bem! Que história é essa de ser romântica? Tem a ver com dinheiro? Queria entender! –Você nunca vai entender que o romantismo é uma vivência especial em que uma pessoa vive um pouco acima da realidade, anda pela poesia, gosta de fantasias, se acha acima do bem e do mal, é uma criatura heróica que quer o mundo em rosa e azul, lírico, piegas, musical. E importante, é tudo fundamentado no amor, um sentimento que não nasceu com a gente, que aparece com o tempo. Veja que você não teve mãe, não foi parido, não mamou, não usou fraldas, não aprendeu a falar, não sabe o que é uma creche, jardim de infância, não teve infância nem adolescência; quem te amou para você entender? Nasceu pronto e acabado, de cabeça oca como eu. –Pérai, como sabe tudo isto? –Está escrito nas entrelinhas! –Tudo bem, e este tal de amor? –Ah, sim, o amor veio surgindo depois que descobrimos, eu e as minhas descendentes, com a sua ajuda, é claro, que filhote não vem de pedras achadas a esmo, que vem de dentro do corpo das aves, como aquela que você testemunhou. Elas cospem o ovo, dão comida ao filhote e depois é cada um por si. Sei que há uma diferença comigo. Assim como os mamíferos que botam a cria para fora envolvida naquele saco, o mesmo aconteceu “ni mim”. –É verdade Eva! –Adão, sem a casca o filhote saiu incompleto, não sabia comer e beber sozinho, dependeu de mim e de você para sobreviver, mais de mim por causa do leite. –É, mas quem traz comida para você sou eu que fiz roça, mato animais e ainda trago frutas... –Mas quem cozinha sou eu que esquento a barriga no fogão, digo na beira da fogueira, com o Caim agarrado nas minhas pernas, cheio de poeira no corpo e arranhando a minha pele. É aí que quero chegar. Tudo isto que passo com ele não me sobe mais à cabeça, sinto-me feliz por estar compartilhando com seu crescimento e o fato de estar carregando na barriga um outro cainzinho me deixa mais eufórica, radiante, não caibo mais em mim de tanta satisfação. Isto é o amor! Estou radiante por saber que depende só de mim botar mais um filho no mundo. Entendeu? –Sim entendi, apesar deste tal de amor não estar em na minha cabeça e muito feliz porque de mim não sai estas crias. Basta a trabalheira para comer e dar de comer com o suor do meu corpo. –E você acha que carregar o peso na barriga não cansa? Com Caim, eu não sabia de nada. Agora sei que tem gente aqui, cada dia fica maior, mais pesado e além disto ainda tem umas pancadas que dá lá dentro que não sei se é cabeçada, soco ou ponta pé. Mas suporto tudo isto em nome do amor, viu? diria a Loba. Com a experiência do outro agora posso ficar tranquila, primeiro porque sei que não é caca, bexiga cheia ou um tumor. Trata-se do meu filho, meu futuro adorado filho que vai me dar muitas alegrias como Caim. Importante, Caim está com treze luas de idade (364 dias), andando sozinho igual a gente, comendo comida da mata, bichinhos e frutas caídas. E chama você de Dam, eu de Va, pede uva, pêla, aga, mamá, mé, omiga, balata e mais um monte de coisas. Tudo que ensinei pois você passa o dia inteiro longe. Outro dia ele pegou uma rata deu uma mordida no rabo dela e a bicha não é que mordeu também o narizinho dele? Xiii, soltou o bicho, gritou feito um desesperado. Me descabelei, você longe, viva alma por aqui. Quase o levei ao pronto socorro. Desespero, não é? Caiu a ficha e vi que não tem nada disto ainda. Pô, não vejo a hora de você se aposentar. Mas primeiro vai ter que se mexer para se “encostar no INSS” e arranjar uns trocados. É pouco mas ajudará muito. Aí, com você desempregado, pode fazer uns bicos... com a falta de estrutura do governo na vigilância eu me matriculo no Bolsa Família. Já imaginou cara?

22 comentários:

adelaide amorim disse...

Dácio! Soube do teu aniversário pelo Jardim de Letras, vim aqui deixar um abraço atrasadinho - mesmo sabendo que o bolo já acabou faz tempo =0/
E aí vejo o novo banner do Chega mais, com os respectivos detalhes técnicos. Achei legal demais.
Beijo e mil e uma felicidades, viu?

Miguel disse...

Brimo, jura bra Deus qui si tivesse um brovessor qui mi cuntassed tudo isso dessa fvorma eu nunca ficarioa em segundo eboca no matéria rfeligion...
Vou brobor um negicio, vamus editar uma verson nova do biblia?
Acho que vamus ganiar um bom dineirinho!

Jens disse...

Oi Dácio.
Assim caminha a humanidade; a mulher, como sempre, comandando o espetáculo.
Um abraço.

Beti Timm disse...

Ah, Dácio, a mulher cheinha de amor, de romantismo, de lero-lero, e lá vem o Adão com a "futura" praticidade do homem, melando tudo, deixando a pobre da Eva, sem eira nem beira no amor. Mas é claro como toda mulher que se preza, ela vai virar o jogo e deixar o Adãozinho de joelhos, e no milho! Bem feito!
Tá ótima essa saga, sempre com coisas pertinentes à realidade, mas com muito humor, que dá o tempero ideal. Você é um gênio!!!

Beijinhos

Beti Timm disse...

Voltei, não pq tenha esquecido algo, mas só para o comentário anterior não ficar tão longo...rs

Menino, vc faz aniversário um dia depois do meu. Um dia faremos uma festa dupla, que tal?
Feliz aniversário passado, pra vc! Muito amor, muita paz e mais textos para nos alegrar.

Ps.: Vou seguir as tuas instruções qto ao pc, pq está horrível! Qto vai custar a ajuda, pode parcelar sem juros? estou seguindo conselhos do teu "brimo", meu compadre Miguel. Dá uma facilitada, vai, seja bonzinho...rs

Beijão e um abraço apertado!
Ah, adoro teus comentários lá no Rosa!

Soninha disse...

Olá, Dácio!

Papo cabeça, coisa e tal, dona Eva cheia de amor pra dar, toda protetora com a cria, orgulhosa do bom trabalho que vem realizando e...bum...a indiferença do Seu Adão...putz!
Tadinhos...vão se meter com INSS e bolsa família...vixe! Estão lascados!

Muita paz! Beijosssssssssss

Eurico disse...

Agora sim, vou poder acompanhar essa deliciosa saga edênica com mais facilidade. Parabéns por ter vindo mais pra perto. Nem sei se o blogspot é melhor ou não, mas com ele a gente se Chega mais!
Abraçamigo e fraterno.

*Renata disse...

Oi Dácio!

Agora fico sabendo que vc postou rapidinho :)

O Adão é muito devagar tadinho... demora pra entender como são as coisas. Acho que conheço vários desses no mundo atual. Conheço várias Evas, isso sim. Daquelas que trabalham, dão duro, fazem um pouquinho de tudo e ainda sobra muito amor e carinho para os filhos e o marido.
Tenho orgulho da sua Eva!

Beijo querido :)

Zeca disse...

Dácio!

Primeiro, quero cumprimentá-lo pelo aniversário, que soube pelos comentários deixados aqui. Meus parabéns! Espero que esta nova idade traga ainda mais criatividade para sua vida. Assim vamos entendendo, no nascedouro, o que viemos conhecer como "vida moderna". Acho que esse papo todo entre Eva e Adão é o prenúncio daquilo que chegaria, no futuro, a ser conhecido como a famosa DR (ou discussão da relação). Vemos o pobre coitado ainda atrapalhado com tudo o que precisa apreender, enquanto ela lhe dá um banho de conhecimento e algumas pequenas cobranças. É! No início era o verbo!

Abração.

Crys disse...

Ah! essas mulheres heim!?!
Essas Evas, espertas!
Sempre tão obstinadas, curiosas!
Algumas ansiosas e impacientes...
Outras futéis,
Muitas heroinas, guerreiras, corajosas,
Maternas, românticas!
Eternas apaixonadas!
Sempre, mulheres! Tão elas!

É Dácio, não há ''Adão'' que as consiga entender... as vezes eles até tentam e pensam que conseguem. Mas desde que o mundo é mundo, é assim, sempre foi e sempre será!

SE isto é o amor!?
Claro, que sim!

Beijos, querido! Bom domingo!

Pintura em Camisetas disse...

Olá!
Vim lhe convidar para que conheça um pouco do meu trabalho de pintura em camisetas!
Até
http://ramasppfp.sites.uol.com.br/pinturaemcamisetas.htm

Dora disse...

Dácio! Eu, como mulher, descendente dessa Eva "doida"...rs me senti honrada, porque a nós, mulheres, foi atribuído o Amor...e o romantismo, que eu traduzi como a Poesia!
Muito boa essa mistura de coisas do futuro e "antiguidades" que aparecem nos diálogos!
Não sei por que ( é separado né?) eu me lembrei dos Flintstones, que são da Idade da Pedra e comemoram o Natal...Sua postagem é deveras criativa, amigo!
Estou rindo e apreciando...
Beijos, beijos.
Dora

Crys disse...

Dácio,
Sabia que hoje é o dia do bloqueiro???? Acabei de saber que temos esse dia pra festejar...rsrs
Portanto, parabéns pra nós...
Beijos, querido!

Dd ^^ disse...

Olá, vim conhecer seu novo espaço e aproveitar para alterar seu link...

Adorooo suas histórias...
Um beijo enorme!

^^

Jota Effe Esse disse...

Queixas de Evas, lamentos de Adãos, e a vidinha beste de Drummond correndo solta no tempo e no espaço! Meu abraço, amigo.

Shi disse...

POisé, se não fosse a mulher, como existiriam os homens? rs. Queridácio, antes de te ler fiquei um tempão contemplando tua arte aliem cima, lembrei de minha võ, que adorava essa plantinha (que eu não sei o nome). Lindo, sob os mais diversos contextos ;-) Do espaço novo nem vou falar - se antes já era bom, a tend~encia óbvia seria melhorar, e vc conseguiu (alguém duvidava? :-D )
bjo, querido, bom finde!

Bete disse...

Ola querido,
Passei pra deixar um abraço e dizer que tem um Mimo pra voce no Interagindo.

Cláudia Pit disse...

Oi amigo, primeiramente quero agradecer sua visita, desejar felicidades e parabenizar pelo aniversário e dizer que adoro ler tudo que escrevi, mas hoje quero dar ênfase ao seu talento... adorei a pintura acima e vc detalhar como ela foi feita, principalmente em relação aos cogumelos, foi show... parabéns!

bjo
Cláudia Pit

Georgia disse...

Nao adianta, mulher nasceu prá ser Eva mesmo, já reclamamos desde os tempos primitivos com a lerdeza dos Adoes da vida.

Um abraco e boa semana

Celia Rodrigues disse...

Passando rapidamente apenas para assinar o livro de visitas da casa nova. Depois volto com mais tempo para ler.
Ótimo fim de semana!

Eurico disse...

A história do Homem parou. Deus está a descansar?
Abraçamigo e fraterno.

Movimento Natureza disse...

Meu querido amigo, o projeto nao é para se fazer todos os ítens, mas escolher um dos itens que melhor de couber para cumprí-la ou até mesmo trazer uma nova idéia. Pois, com as novas idéias outros poderao quem sabe fazê-las pois, melhor lhe adapta.

No post de ontem a Luma trouxe uma e no post que entrará hoje pela madrugada, a Vi Leardi apresentou uma outra idéia ao porjeto. Por isso, resolvemso que nao seria bloggagem coletiva, pois um projeto dá as pessoas melhores condicoes de escolher uma parte do projeto para ser feito.

Muito obrigada por seu carinho e atencao ao projeto, pois vi o cuidado que vc teve em nos responder e esclarecer o que poderia ou nao fazer. Sei que vc tem esse sítio maravilhoso e imagino o qto ele seja plantado. Vale a foto videira o que deve dar uma sombra maravilhosa, rs.

Um grande abraco e uma linda semana prá você.

Georgia