29 de mar de 2009

Finalmente nasce Abel


Sem mais e sem menos

–Adão, me socorre aqui, aiiiii! Ai! Aiiiiii! Acorda! Aiiieeii! Uuuufff! Acordaaaaa! –Que está havendo Eva, algum bicho te mordeu? –Está tudo escuro, não vejo nada. Acende a luz! –Que luz? –A da fogueira, ué, aiiiii! Andaaaa! –Minha nossa, espera aí que vou colocar mais lenha. –Agora sim, com o fogo aumentado me sinto mais tranquila, aaaaaaaaaaaaaiiii! Dá uma olhada nas minhas coxas, nas minhas partes, eu acho que vai sair... –Sair o quê, outra vez, Eva? –Adão, seu atolado, esqueceu que tem um cainzinho que está para ser cuspido... vem para cá, fica comigo, me dá as mãos, me segura. Não! Me levanta aqui, tenho que ficar agachada, de cócoras! A cuspida vai ser mais fácil, eu sinto que está descendo mais rápido que o Caim, e ainda assim dói, dói menos, parece, respiro melhor, porque prá baixo todo santo ajuda. –Que santo é este que não sei, não estou vendo ninguém aqui, não conheço, você fala cada uma. –Maneira de dizer, isto é, ainda vai ser inventada, mas eu já começo a usar, aaiiiiiiiiii, uiiiii! –Você tem pegar o cainzinho. –Eu? –É! Não! Peraí, bota a mão não, deixa que ele vai saindo lentamente, vai encostar a cabeça na palha! Preciso que vc me segure, me dê apoio, porque se eu cair de costas vai ser uma barra, ele vai ser espirrado muito rápido e se cair de frente eu amasso ele. –Tá! Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come, oh vida, oh céus, viu, estou falando meio estranho igual a você –Vai se acostumando Adão que tempos duros virão pela frente, aaiiiiiiii! Uiiiiii! Tá descendo, Adão, está saindo. Virgem, não dá nem para olhar, este barrigão tapa tudo. Pronto! Escapuliu todo, que alívio! Agora me solta e me ajuda a sentar devagar que aquela coisa que saiu depois no outro parto vai sair também agora. Estou sentindo as contrações, viu, não falei? Da outra vez pensei que fosse uma bolota, mas agora dá para ver que é redonda e chata. –Temos que dar um nome a isto, porque pelo visto vai ter um filhote atrás do outro. –É verdade, Adão! Pensando bem, por parecer um bolo chato que em grego é, placous, vamos adiantar a modernidade e chegar ao hoje, aqui e agora. Chegamos ao nome placenta e pronto! Placenta! Tenho que cortar este cordão que liga ao cainzinho, vou meter os dentes e fazer como da outra vez. –Não tem um jeito mais avançado, mais moderno de fazer isso, Eva? –Tem... morde você! –Tá louca? Onde já se viu uma coisa destas? Morder coisa de mulher, isto é uma nojeira, morro, mas não boto minha boca nisto aí. –Tá bem, deixa isto comigo! Pronto, não sou uma coitadinha da silva! E tem mais, vi muitas fêmeas de animais, incluindo macacas, comendo estas placentas, acho que é porque são muito nutritivas e dá forças para a mãe nutrir o filhote e não vou ficar atrás, vou comer esta placenta. –Faça isto não Eva! –Me dá isto... dá aí! Não! Espera um pouco, antes deixa eu lamber este menino, ele tem que ficar limpinho se não vai se encher de formigas. –Cruzes, Eva! Está demais para o meu estômago. Dá licença que vou vomitar ali! “–Bicho fraco este tal de bicho homem! Fazer o quê? Acho que por sido feito de barro há uma certa fragilidade nele para com estas coisas corporais, e eu por ter vindo do corpo dele, de seu osso e músculos, sem passar pela fragilidade do barro, estou mais calejada. Ele passou muito tempo a dormir e comer frutas, ter sombra e água fresca; disto tive pouco, fomos logo expulsos do paraíso; fui logo para o batente e acabo sendo mais forte, afinal sou fruto de uma cirurgia para ninguém botar defeito, sou bela, melhor acabada, refinada que ele e ainda capaz de enfrentar estes entraves. Mãos à obra que a placenta deve estar quentinha ainda! –Crau! Arghhhhhhhhh, que coisa ruim! Acho que fui feita para cortar o cordão umbilical e só, e olhe lá, enquanto está tudo no frigir dos ovos, ainda quente. Esfriada ficou com um gosto nauseabundo, começa a virar carniça, isto é ofício só para as macacas e outros que cachorros e hienas comam o que saiu de você. Afinal não vamos alimentar estes bichos com carnes do seu corpo não é verdade? –Concordo meu Adão querido e idolatrado. Começamos assim o costume de enterrar nossos mortos. –Tudo muito bem, Eva! Enterrei um seu pedaço ou o pedaço dele, saber de quem fica para depois e agora pergunto, vínhamos falando estas luas todas que ia nascer um cainzinho. Era cainzinho prá lá e prá cá. Mas este vai ter que ter um nome diferente para quando ele estiver falando e entendendo as coisas, e quando um nós chamar por Caim não termos os dois respondendo ao mesmo tempo. –Adão, não sei se você vai compreender, mas a mulher será dotada de intuição, que é uma sutil capacidade de adivinhar certas coisas; como primeira mulher já sou assim, algo me diz que este menino terá vida curta, será vítima de alguma maldade, não sei de quem. A palavra abel significa vapor ou fôlego, duas coisas de tempo curto de vida, de pouca duração. Mesmo assim, e como todos nós entraremos para a história, que seu nome seja Abel. –Assim seja Evita!
.................................................................................................

28 comentários:

Zeca disse...

E que assim seja, Evita! Não chores por mim, pois terás muitos cainzinhos ainda e os expelirás como aconteceu com os dois. E se Caim e Abel crescerem logo, terás lágrimas a verter e lamentos a proclamar, então aproveita enquanto é tempo e descobre tudo o que puder, pois tua missão e a do teu marido Adão é de iniciarem a povoação do mundo. Como o mundo é grande, imagine quantos cainzinhos e cainzinhas ainda terão que fazer!
E eu aqui, empolgado com teu texto, amigo Dácio, já me pego escrevendo uma parte da hístória que não me compete. Desculpas.

Um grande abraço.

Eurico disse...

Afinal! Pensava que o descanso do criador não teria mais fim. Estamos todos fissurados na tua narrativa, no melhor estilo blogue-folhetim, ou bloguetim rsrsrs
Deixo o meu abraçamigo.
Volto pra ler mais. O futuro ainda está muito longe e ainda cabem muitos episódios aqui, né mesmo?

*Renata disse...

Meu Deus Dácioo! Coitada da Eva com esse Adão pamonha.. quase que comeu a placenta!

Ainda bem que Abel nasceu para controlar aquele irmão malvado! hehe...

Ótima semana!

Beijo :)

Beti Timm disse...

Dácinho,

Meu Deus que parto tenebroso! Parece filme de terror! Cheguei a ficar sem fôlego! Coitada da evinha, fez tudo sózinha o Adão só soube passar mal! Está ótima como sempre essa saga, acho até que daria uma série de tv...rs

Beijinhos

Anônimo disse...

Hummm... Bolsa Família, Evita...
Cada vez mais perto de nós. Vamos descobrir que tudo começou na América do Sul.

Seu aniversário?
Parabéns, meu amigo.

Beijos, carinho,
AdéliaTheresaCampos

Crys disse...

Dácio, interessante que lendo vc, dá pra perceber o qto sua narrativa é notável, a possibilidade que vc claramente expõe o indivíduo que se ergue acima das vicissitudes da sua existência, e mais ainda, as circunstâncias que ocorre na vida de cada um, independe da sua vontade. Enfim, a verdade é que só o amor dá sentido à existência humana.

Acho que fui 'meio séria' no meu comentário, apesar do texto ter uma narrativa cómica, mas é que venho acompanhando todas as histórias e hoje especialmente, sentir vontade de dizer isso.
E mais, me impressionou ver, mesmo à precariedade, a coragem e o amor da Eva (mulher) por sua cria.
"É fantástico! É o show da vida!"
Vc é uma caixinha preta cheia de enigmas e mistérios. Já falei isso?!?
Merece os meus claps, claps, claps! rsrsrsrs
Beijo, querido!

Movimento Natureza disse...

Depois eu volto para te ler.

Abracos


Vim esclarecer um pouco sobre o projeto movimento e como ele funciona. Cada pessoa escolhe um dos passos para fazer no projeto.
Nao tem que fazer tudo nao e nem tem no dia 22 de abril escrever um texto enorme e nada copiado da internet.
O texto será produzido por você mesmo de acordo com a experiência que você tiver com a parte do projeto escolhida por você.

Se você plantar uma árvore, entao fotografe e no dia coloque no seu post. Se vc resolveu fazer algo com a sua turma, fotografe e diga o que vc fez.
Se foi na firma onde vc trabalha, mostre o que vc fez em prol da Natureza.

Nada de textos retirados da net.

O Projeto Movimento Natureza é movimento e para isso ele precisa de acao, ele precisa que você coloque a mao na massa.

Nao é blogagem coletiva, trata-se de um projeto a qual estaremos dando continuidade.

Obrigada pelo apoio e qualquer dúvida pode perguntar.

Um abraco Georgia

GuGa Flaquer disse...

Meu amigo lindo meu ano terminou com a loucura da correria de finde ano e estamos todos no 4º mes do ano novo e eu ainda continuando correndo... :]] me perdoe a falta de tempo...mas as coisas estão se encaixando cada dia mais e me dando mais tempo para poder vir ver meus amigos...
não se esqueçam em me avisar de blogagem coletiva
MONTIDUBEIJUS

Georgia disse...

Amém que nasceu, né Dácio, tava na hora...

Obrigada pela visita.

Bjus

Cláudia Pit disse...

Oi amigo, Puxa... sabe que lendo-te, consegui visualizar a cena e agora estou aqui, rindo de mim mesma....kkkk... Coitadinha da Eva!!!...rsrs...

Bom finalzinho de semana
bjos
Cláudia Pit

Miguel disse...

Brimo, brimo, como e bom boder ler teus balavras e abrender com mais facilidade (10 x sem juros) o historia do humanidadi.
Nunisqueça, o meu brobosta de faiz um livro com o brimo ainda esta de bé.
Balsis!

adelaide amorim disse...

Bem realista, né?
Mas não mudou tanto assim, menos pela técnica de cortar o cordão =O{
E pela cesariana, é claro.
Uma semana bem feliz pra você, depois de um ótimo domingo!

Soninha disse...

Olá, Dácio!
Ando tão emotiva...nossa!
Mesmo com todo o seu bom humor, característico nestas suas narrativas, fiquei emocionada na hora do parto de Eva. Sério. Deu um nó em minha garganta. Fiquei imaginando as mulheres parindo, naqueles longínquos tempos, sem recursos, parindo feito os animais. Animais racionais que somos, temos de nos mirar em exemplos fantástico de nossos irmãos animais irracionais.
A natureza é sábia!
Dácio, quero agradecer-lhe a visita no Roda de Prosa. Por seu cuidado em ler as crônicas para comentá-las de uma forma tão elegante.
Sei de seu tempo restrito, por isso, sou-lhe imensamente grata por dispensar alguns minutos com minhas crônicas.
Que Deus o abençoe.
Excelente final de semana.
Muita paz! Beijosssssssssssss

Vivi disse...

A leitura de que mais gosto é aquela em que posso abusar da distração, do entretenimento. Como acontece com suas histórias, Dácio. Isso vai dar livro e eu quero ser uma das primeiras a tecer comentários no Mix. È nitidamente perceptível a preocupação que tens para com o leitor. Obrigada por propiciar acesso priviligiado a sua criação.

Beijos

Crys disse...

Uau, novo layout!
Dácio, é perceptível o manuseio detalhista de suas obras (telas), e as pinceladas (no caso canetadas - não sei o termo que se usa) minuciosas que compõem o belíssimo trabalho revela que não tem relação com a rotina. Será que me fiz entender?
A imagem, parece ser de uma varanda, uma bela vista, talvez de um grande jardim, montanhas, ou algo parecido, só sei que sugere uma rede, um livro, uma soneca e quem sabe uma boa companhia.
Beijo, querido!

Beti Timm disse...

Dácio,

voltei pra dizer que achei linda a sua pintura! Trabalho de um mestre!!

Beijinhos

luzdeluma disse...

Aie, Dácio!! Fiquei enjoada! :( Sou pamonha igual o Adão!! Nasci no tempo certo! Ulalá!! Quero ver essa história após Eva X Adão. Depois deles, o que existiu? Perdi a linha do tempo (rs*) Beijus

Zeca disse...

Dácio,

vim procurar a continuação da sua versão da criação do mundo e encontrei outra bela obra por aqui! Parabéns! O trabalho está lindão!

Abraços.

Anônimo disse...

Oi MEU CARIOCA DO LADO CERTO, tu vium, como tu ausente, mas não esqueço dos queridos...correndo atras$$$....
Maa sabe, ela SOUBE HONRAR O NOME mulher, E IMPOR respeito, e saber o que fazer....
Nao importa o SEXO e sim a boa fÉ
mEU QUERIDO, obrigada por sempre estar lá comigo.... amigo.....
A vc e sua familia um BEIJO e uma Páscoa Abençoada !!!!

Sensualidade & Atualidade
www.dollyta.blogger.com.br

Anônimo disse...

*Ops, Tu viu como Tô ausente

Inês Rosa disse...

Querido Dácio, chego aqui, após algum tempo sem visitar e leio a continuação da Saga de Adão e Eva, já com o nascimento do Abel. Vejo tb que teu blog está com lay out mudado onde figura a mais bela estampa feita com caneta. Achei lindo! É época de Páscoa e a renovação é o que importa. Aproveito para te desejar uma alegre e maravilhosa Páscoa e que os ensinamentos de JESUS, ressurjam em compaixão,amor, respeito ao próximo, com menos frivolidade nos seres humanos e mais igualdade social, não esquecendo que Jesus iluminou o mundo dentro da simplicidade.Abraço!!!!

Eurico disse...

Boa Páscoa, amigo!

Anônimo disse...

Mais uma!
Quer me matar de inveja, é?
Fico aqui olhando, olhando... para absorver a técnica e a beleza. Quem sabe um dia ainda consigo fazer algo parecido. Vou começar a treinar agora.

Ah, quase esqueço...
Feliz Páscoa! Para você e sua família.

Beijos, carinho,
AdéliaTheresaCampos

Jacinta Dantas disse...

Oi Dácio,
de casa nova, uma bela pintura de tirar o fôlego e a continuação da história mais gostosa de se ler. Coisa de quem sabe o que fazer com as letras.
E, homens e mulheres, pela vida afora, fazem seus filhotes. Tem Adão que esquece o rebento, tem Eva que deixa o pequenino na rodoviária, em caixa de sapato... Mas, a grande maioria, lambe suas crias. Amém
Beijo, moço.

Movimento Natureza disse...

Dacio, tudo bem com você? Como foi de Páscoa?

E as primeiras árvores para o nosso Movimento Natureza já estao sendo plantadas e de um modo super especial. Veja quem foi a primeira a plantar sua árvore e de um modo bem especial. http://novitazinha.blogspot.com/2009/04/quase-um-conto-de-fadas.html

Um abraco Georgia

Inês Rosa disse...

Passando aqui para deixar um abraço no amigo. (obs: ao mudar o meu layout, perdi teu comentário no post do Paralamas, se quiseres fazer a gentileza de escrever algo novamente, te agradeceria). Até mais!!!

Inês Rosa disse...

Volto aqui Amigo, após ler a mensagem deixada no meu texto "Aniversário do Rosa da Terra", para saberes que é por palavras como estas que me deixastes que estou há sete anos na vida bloggueira. Mas....Dácio, te confesso que a li 3,4,5 vezes ou mais, enxergando através de lágrimas!!! Me emocionei muito!! VALEU!! Abraço grande!!! Fica com DEUS!!!

Mario disse...

Dácio, este post li agora e me diverti muito. Bom, não sou um tão assíduo frequentador do seu blogue. Apareço e desapareço consoante a onda do serviço por aqui (se bem que a intenção é mudar de vida, ficar rico e não sair nunca mais da blogosfera...rs), mas, meu dileto amigo, esta tua faceta humoristíca eu desconhecia completamente. Já vi o Dácio artista plástico, o que verseja proseando, o poeta e tantas outras versões sempre "antenadas" no mundo como a do Dácio que protesta e reclama sem parar quando algum acontecimento do mundo o incomoda e pretende aos leitores alertar, algumas vezes, com palavras duras mas cordatas. Mas este Dácio que faz rir, graceja com o velho testamento, cria e recria ao seu bel prazer, mesmo assim informando como na derivação das palavras/nomes, isto para mim é absoluta e agradavelmente novo. Estou aqui a pensar se tais posts seriam a semente de um livro... bem poderiam ser porque tratar-se-ia de obra de deliciosa leitura pelo que estou tendo a felicidade de ler no seu blogue. Oxalá aconteça. Admiro as pessoas que tem o dom de nos fazer rir. Você o tem.